Sepultura – “Bestial Devastation” (EP) (1985) Cogumelo Records

Notícias Nacionais

32 anos do split do Sepultura com os conterrâneos do Overdose! Talvez um dos splits mais históricos da história do Metal brasileiro. Quem diria que três decadas após o seu lançamento ainda estaríamos ouvindo e falando sobre ele. Tudo bem, o Sepultura se tornou uma banda enorme, uma verdadeira potência de nível internacional, independente do direcionamento que tenham tomado e de suas controversas mudanças de formação, entretanto é muito interessante olhar para trás e ver como tudo começou.

Costumo dizer que o começo da história do Sepultura é muito semelhante aos primórdios de outros monstros do Metal, tais como Venom, Hellhammer, Celtic Frost e Sodom. Tal como essas bandas, os mineiros eram um bando de moleques cabeludos, maltrapilhos e desajustados que mal sabiam tocar um instrumento e que surpreendentemente criaram uma das maiores e mais importantes bandas da música pesada mundial. Quem diria! O seu primeiro registro, “Bestial Devastation”, traz uma produção tosca, porém que constrata perfeitamente com esse período da banda. As composições poderiam não ser o luxo refinado que teríamos em seus trabalhos posteriores, tais como “Schizophrenia” (1987), “Beneath the Remains” (1989), “Arise” (1991) ou “Chaos A.D.” (1993), entretanto já possuiam muita energia e não me admira que o nome Sepultura tenha crescido cada vez mais desde então.

Icônico desde a sua tosca arte de capa, ilustrada por Sérgio (ex-vocalista do Chakal), que traz um demônio muito semelhante ao do pôster do filme trash filipino “The Killing of Satan” (1983), o disco abre com a marcante e novamente tosquíssima introdução “The Curse”, que traz dois amigos da banda, Marcelo e Fernando, proferindo uma narrativa gutural. Essa introdução é a deixa para a faixa título, uma paulada visceral, assim como as demais faixas do trabalho. “Antichrist”, “Necromancer”, a primeira música gravada pelo grupo e “Warriors of Death” são igualmente clássicos indiscutíveis da primeira fase dos brasileiros e influenciam diversos artistas de Metal Extremo ao redor do mundo até os dias de hoje.

♫ “Wrath, in my corpus is born
Death, lost legions from Hell
Slaughter, you’ll see in sacrifice
Skulls, are christians with blood

Necromancer
Dead’s invoker
Necromancer
Dead’s invoker

Wrath, odious, desire
In my corpus is born
The fates last, terror’s spread
For a necros creature of
The crypts'”♫

Fonte do texto: DAVID TORRESAdministrador do Grupo MUNDO METAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *